Ela, o amor e o Amor

Nasceu antes do tempo
Invertendo, assim, as prioridades
Mudou a direção do vento
E inaugurou difíceis verdades

O amor, distante
Pressuposto constante
Ela se esforçava para merecer

Sem perceber, crescia insegura
E por mais que do amor estivesse sempre à procura
Tinha um oco escavado no ser

Foi por isso que custou a crer
Quando Amor lhe foi ofertado
Tão habituada estava a nada valer
Que achou em si um coração amputado

Mas o Amor era insistente
Irresistível, incondicional e profundo
Curou a secura latente
E criou também nela um amor pelo mundo

 


Luciana Mendes Kim trabalha como educadora, é amante da literatura, sonha um dia escrever livros e aprender a tocar acordeão. É também uma das idealizadoras do Santa Paciência.

(e)Fême(r)a.

httpo4s.tumblr.compost51525159809ser-mulher

(e)Fême(r)a

anda além alinhando austera

brisa bailarina britadeira bucólica

cantando colhendo calando corajosa

doutrinas disparos dores diamantes

esgueira esguicha escorre encara

fortalecidas flores fabricadas fugazes

gritos grunhidos gatunos gemidos

humana hosana holística Havana

inunda iguala inspira insulta

Joana Julieta Joquebede Janis

Kuwait Kosovo Kyoto Kabul

lunática linguagens lúcidas lugares

mares mirongas mergulhando milhares

noturna nobre navega navalha

orgulha ouve ofusca os olhares

paixão poder perece promete

quarenta quebranta quente quântica

reluz rasga revela resguarda

sangue suor sorriso selvagem

tateia tolera traduz toca

uiva ultraja urbana une

voz vidente viagem vertigem

Wendy Winona Whitney Winnie

Xavantes xinga xereta Xaxim

Yara Yumi Yonara Yoki

zen

(palavras soltas desenhadas numa mente inquieta que deseja com profundidade que a feminilidade seja autenticamente livre em meio à realidade efêmera).

Imagem furtada daqui.


Talita Guedes Bittioli é um ser-de-infinitas-possibilidades que cuida de almas pra se sustentar, escreve pra se libertar e segue tentando percorrer um bom caminho. É também uma das idealizadoras do Santa Paciência.